Muitos pais de primeira viagem não sabem que bebês crescem num piscar de olhos, e então todo aquele quartinho lindo que custou uma fortuna não vai servir mais. Mas aqui seguem algumas dicas para você continuar utilizando os móveis do quarto do seu filho mesmo quando ele crescer.

Comprar um berço reversível, que se transforme em uma mini cama é um bom começo. Você pode depois transformar essa cama em um pequeno sofá, apenas colocando algumas almofadas de forma que faça com que seja utilizada para sentar e não deitar. O trocador de bebê que logo deixaria de possuir utilidade, você pode substituí-lo por uma cômoda. Adaptando seu tampo para trocar o bebê. Se for possível, ao em vez de comprar uma cômoda, você pode comprar uma espécie de escrivaninha também para utilizar seu tampo. Mas essa escolha depende da sua altura, pois escrivaninhas normalmente são mais baixas que cômodas e poderia fazer mal as suas costas.

O importante é que os móveis não sejam perdidos. Então uma excelente compra seria fazer todo quarto em uma loja de móveis sob medida. Pois você poderia pensar no futuro desse quartinho e comprar tudo que possa ser adaptado para um gabinete posteriormente, por exemplo.

Mas se você preferir apenas continuar com esse quarto para seu filho por alguns anos, opte por uma decoração não tão infantil. Algo que não delimite uma idade em específico. Papel de parede sem muitos desenhos, baús e cortinas mais neutras são a melhor opção. A escrivaninha que você utilizava como trocador ele poderá utilizar para estudar.

A dica essencial é que você pode abusar no enxoval, pequenos acessórios de decoração e quadrinhos, mas deve comprar móveis mais neutros que possam ser aproveitados depois que seu filho crescer. Paredes podem ser pintadas, tapetes e cortinas podem ser trocadas, mas móveis reutilizados trazem um alívio no seu bolso no final das contas.